A PESQUISA MANGA, 1993 E 1998

(1) Manga P, Agnus D et al (1993) The Effectiveness and Cost-Effectiveness of Chiropractic Management of Low-Back Pain, Pran Manga and Associates, University of Ottawa, Ontario, Canada.

(2)Manga P, Agnus D (1998) Enhenced Chiropractic Coverage Under OHIP as a Means of Reducing Health Care Costs, Attaining Better Health Outcomes and Improving the Public’s Access to Cost-Effective Health Services, University of Ottawa, Ontario, Canada.

O ministério da Saúde de Ontário realizou um projeto de investigação levado a termo por três economistas da saúde e liderado pelo professor de Economia Sanitária da Universidade de Ottawa (Canadá), o Dr. Pran Manga Ph.D., sobre “a eficiência do tratamento quiropraxista em relação ao custo nos pacientes com dores na zona lombar e sacral”. O informe inicial foi publicado em 1993 (1) sendo prosseguido e ampliado em 1998 (2) a fim de incluir todas as desordens neuromusculares e esqueléticas e não só as desordens da região lombo-sacral.

O informe de 1993 de 216 páginas reconhece-se popularmente como o Manga Report e apóia de forma contundente a eficácia, segurança, validez cientifica e custo-eficiência do tratamento quiropraxista para a dor lombar:

  • “A evidência do Canadá e outros países sugere economias potenciais de bilhões de dólares anualmente”.
  • “A literatura transparente e consistente demonstra que as maiores economias feitas no tratamento quiroprático vêem de menores e mais baratos custos dos serviços auxiliares, menores hospitalizações e uma elevada redução de problemas crônicos além de níveis e duração da deficiência”.
  • “A manipulação quiroprática é muito superior ao tratamento médico convencional em termos de validez cientifica, segurança, custo-eficiência e satisfação do paciente”.

Assim, além de comprovar que o tratamento quiroprático é mais eficaz que o tratamento médico convencional para a dor lombar, também se descobriu que os pacientes que recebiam tratamento quiroprático estavam mais satisfeitos e que o tratamento em questão era mais seguro que o tratamento médico convencional.

Também foi dito o seguinte sobre a segurança do tratamento quiroprático:

  • “Não existe nenhuma pesquisa científica que demonstre ou mesmo sugira que a manipulação vertebral quiroprática não seja segura no tratamento da dor lombar. Alguns dos tratamentos médicos também são seguros, mais outros não, e geram complicações iatrogênicas (causadas pelo tratamento) em pacientes com dor lombar”.
  • “Também há evidências na literatura que sugerem que a manipulação vertebral é menos eficiente e menos segura quando é realizada por profissionais não quiropraxistas”.

A segunda pesquisa publicada em 1998, analisa a literatura cientifica internacional atual sobre o custo-eficiência dos serviços quiropráticos, desenvolvendo um modelo econômico e estimou as economias especificas no custo geral. Intitulou-se “A cobertura quiropraxista ampliada dentro do OHIP (Plano de Seguros Sanitários de Ontário) como médio para reduzir os gastos sanitários, conseguir melhores resultados sanitários e melhorar o acesso aos pacientes a os serviços sanitários custo-eficientes”. Neste extenso trabalho, Manga concluiu que:

  • Se o numero de pacientes fazendo uso dos serviços quiropráticos em Ontário se duplicasse do 10 para o 20%, produzir-se-ia uma economia anual direta de 348 milhões de dólares para o Sistema Sanitário de Ontário. As economias indiretas sumariam 1,85 bilhões de dólares, produzidas pela eficiência dos cuidados quiropráticos.
  • Após revisão da literatura cientifica internacional relativa ao tratamento das condições patológicas neuromusculares e esqueléticas, concluiu-se que o tratamento quiroprático alcança resultados mensuráveis significativamente melhores, níveis superiores de satisfação do paciente e uma reintegração laboral mais cedo.

Estas duas pesquisas foram revisadas pelo Dr. Philip Jacobs, professor de Política Sanitária e Direção na Faculdade de Medicina de Alberta, Canadá. Este comenta num informe sobre a pesquisa Manga * (Written opinion dated February 9, 1998 from Jacobs P., Faculty of Medicine and Oral Health Sciences, University of Alberta to Ontario Chiropractic Association):

  • “Após revisão da literatura publicada, tem que ser considerado, que os tratamentos quiropráticos, em relação a outros tratamentos médicos e fisioterapeuticos, são eficientes e de menor custo para determinadas condições de alta incidência na população geral. Deduze-se dos argumentos de Manga que deveriam ser procuradas as políticas desenhadas para incrementar os tratamentos quiropráticos de estas condições”.
  • “Desde 1990 houve suficiente documentação procedente de ensaios aleatórios controlados, e de compensações (por baixa laboral) aos trabalhadores e outras bases de dados de seguros, que facilita informação sobre a efetividade no custo dos serviços quiropráticos e os economistas estão atualmente em posição de realizar uma política especifica”.