A pesquisa holandesa, 1992

Koes BW et al: “A blinded Randomised Clinical Trial of Manual Therapy and Physiotherapy for Chronic Back and Neck Complaints: Physical Outcome Measures.” J. Manip. Physiol. Ther. 15 (1): 16-23, 1992.

Este tratado foi realizado por pesquisadores independentes financiados pelo governo da Holanda e o Conselho Nacional Holandês das Seguradoras Sanitárias. Foram estudados 256 casos de pacientes com dor crônica no pescoço e/ou nas costas, divididos aleatoriamente em quatro grupos e submetidos a quatro tratamentos distintos:

- Tratamento médico generalista: medicação, repouso em cama, conselhos posturais e exercícios.
- Tratamento manual: manipulações e mobilizações.
- Tratamento fisioterapeutico.
- Tratamento placebo: reconhecimento médico e ultra-som com aparelho desconectado.
- Aos 6 e 12 meses, os pacientes tratados com terapia manual e fisioterapia obtiveram melhores resultados que os de tratamento médico ou placebo.
- Dentro dos pacientes que receberam terapia manual e fisioterapia, os de terapia manual obtiveram de maneira consistente, melhores resultados que os de fisioterapia além de terem recebido menor quantidade de tratamentos.
- Os pesquisadores descobriram que os pacientes tratados com terapia manual também obtiveram melhores resultados em longo prazo e ajudou mais a restabelecer a função da coluna.